Com a chegada da nova estação, pode ser difícil saber como manter o look em dia, por isso, separamos algumas dicas de moda e styling infalíveis para você continuar chique e elegante, mesmo quando a sensação térmica está bem longe dos dias quentes do verão.

Bomber
Ela é referencia de moda e estilo. A jaqueta bomber deixou de ser apenas para looks esportivos e integra agora as produções mais fashionistas da estação.

 

Parka
O estilo militar veio com força total nas composições mais despojadas. Tenha como base calças mais justas, para contrapor com o casaco de shape mais amplo.

 

Tricot
O casaco de tricot longo, dá charme e elegância para o mood invernal. Além de alongar a silhueta, compõe bem com jeans e t-shirt. Peças básicas com um toque revisitado.

 

Jeans
Peça-curinga que não pode faltar em seu guarda-roupa! Ela serve de base para qualquer proposta, seja mais clássica ou alternativa ela finaliza o styling.

 

Moletom
Nada mais confortável, do que uma boa peça de moletom. Ela deixou de ser aquele item só usado em casa, para as mais diferentes propostas do seu dia-a-dia.

 

Jaqueta de Couro
O couro é a melhor opção para se aquecer nesse inverno com estilo. Golas e estruturas acinturadas são as eleitas para a produção perfeita!

 

Veludo – Velvet
As semanas de moda apontaram para a volta do tecido como um item must-have no look de inverno. Ele ressurgiu em casacos estruturados, calças, coletes, e em acessórios, como bolsas e sapatos.

 

Beijos,
Cah 💋

 

 

Pensar no que vestir para ir ao escritório requer adequação. Nada mais fora do lugar que roupas provocantes ou inadequadas em ambiente de trabalho, onde o que está em jogo são suas ideias, seu desempenho, sua eficiência…

Não é porque a empresa onde você trabalha não obriga que o dress code seja formal, com terninhos e cia, que você pode (literalmente) chutar o balde na hora de se vestir.

No ambiente de trabalho informal vale observar como seus colegas se vestem lembrando que cargos de chefia sempre resultam em um looks mais formalizados – mesmo que sem exageros. O exercício de se vestir tem que ser pensado, pois estamos sempre sendo avaliados pelo nosso interlocutor. Mesmo não tendo a chance de falar com palavras, estamos sempre nos expressando na forma que nos vestimos.

Algumas áreas como as das indústrias, saúde, turismo, educação e relações públicas ainda pedem certa formalidade, mesmo dentro do informal. Dá para abrir mão da calça social, usar jeans, camisas, blazers e equilibrar o visual mais cool com sapatos de saltos.

O vestido é sempre uma opção para quem quer aliar praticidade e elegância. Enquanto o blazer trouxe seriedade ao look, os acessórios deram bossa ao visual.

 

 

 

Por que não fugir da paleta dos tons neutros, tão comum no ambiente de trabalho, e apostar em algo mais vibrante para causar um efeito original? O blazer cinza equilibra essa proposta e as sandálias levam uma pegada descontraída a ela.

 

 

A calça pantalona alonga, afina a cintura e ainda deixa o look elegante e confortável. Perfeita para um dia de trabalho e jantar com os amigos. Por que não?!

 

 

Por ter o decote em V, a blusa desvia o foco da região do busto, enquanto a saia lápis é uma opção poderosa para marcar presença. Nos pés, as uncles metalizadas – um modelo hit de agora – traduzem atitude.

 

 

A calça de alfaiataria cinza remete diretamente ao universo profissional, mas fica inusitada quando combinada a peças geométricas, como a camisa transpassada. Os acessórios trouxeram casualidade ao look.

 

 

O macacão é uma peça prática e imprime elegância no ato. Se não quiser uma produção tao séria, aposte nos acessórios coloridos, como a bolsa e os sapatos.

 

 

A blusa de poá ganha em modernidade com amarração na lateral e, por ser um pouco mais compridinha e ficar sobre a saia, favorece quem quer alongar o tronco.

 

 

 

 

 

Forma excêntrica: sem curvas à vista, estruturas infladas dividem espaço com tecidos leves, mas longos.

Assimetria, volumes em excesso, silhueta deslocada, barra irregular, camadas maximizadas…. o contraste de shapes é um movimento que se tornou forte com a subversão do comercial, das formas proporcionais e do super-feminino, instigado pela japonesa Rei Kawakubo, da Comme des Garçons, e por Yohji Yamamoto.

Foi na década de 80 que o niponismio começou a sua revolução, composta pela excentricidade avant-garde de roupas desarmônicas e sobreposições que escondiam as curvas femininas.

Não tardou para que, embaixo de seu guarda-chuva, uma série de designers buscassem inspiração no trabalho de vanguarda. E agora, o que se vê? O movimento de transformação acontece tanto nas passarelas como nas ruas, além de ter influência do comportamento das chamadas fashion victims.

Assim como Katharine Hepburn já fazia na década de 40, com seu casaco de mangas largas, as marcas também vêm levantando o conceito de conforto, com exemplos na amplitude das jaquetas da Hermès e da Chloé, com punhos enormes, na gola canelada esportiva da Givenchy, e no longo vestido da Chanel.

Em outros detalhes, o oversized é trabalhado nos cós franzidos das saias de Stella McCartney e nos bolsos imensos da Marni. Por agora, até exagerar tem um equilíbrio – bem desequilibrado.

 

O slip dress ganhou as passarelas e as ruas com seu jeito despretensioso de camisola. Alças bem finas, detalhes de renda ou tule, corpo de seda ou cetim: é fácil reconhecer esse modelo sensual ao avistá-lo por aí. Inspirado no estilo boudoir, aquele com referências nas lingeries e peças íntimas, ele é o toque de delicadeza que o seu look precisa! Inspire-se:

xadrez!
O vestido em padronagem xadrez garante ao visual uma proposta contemporânea e antenada. Aposte na camisa lisa para o efeito perfeito ao look. Dica: calçados baixos, como a mule em couro, dá um up essencial. Invista!

 

deu renda!
O slip dress de renda dá graciosidade e delicadeza. Ambas andam juntas e dão um diferencial mais que necessário a composição. Brinque com jeans também para complementar. Aposta certa para o mood streetwear.

 

de veludo!
O tecido que agora está de volta no closet feminino e nas passarelas, não poderia deixar de estar aqui. Como ele já é bem quentinho, equilibre com blusa de manga curta e tenha uma jaqueta estratégica amarrada na cintura, caso esfrie, ela será a solução!

 

romântico!
O tecido fluido com detalhes em renda dão suavidade, adicionados à jaqueta “pesada” de couro e tênis elevam o look com estilo mais jovial e despretensioso. Acessórios finalizam o styling de modo certeiro!

 

A Pantone já avisou: o verde Greenery é o tom que vai reinar em 2017.

Símbolo de novos começos, a cor evoca os primeiros dias da primavera, quando a natureza restaura suas folhagens.
Um verde musgo misturado com amarelo, que torna o tom mais claro, suave e criando uma ligação da moda com a natureza.

 

Ela já é um sucesso quando o assunto são pedras preciosas, já que apresenta uma seleção incrível nos diversos tons do verde, como esmeraldas, jades, topázios e turmalinas.

 

 

Nas joias, o verde serve para criar um contraponto no visual, funcionando como um harmonizador.

Desde os tons mais escuros, a exemplo dos brincos solitários da Talento, até os mais vivos, como no anel articulado da Ana Vartanian, o importante é sentir-se bem.

Muito versátil o Greenery pode ser facilmente usado de dia ou a noite.

 

A dupla é o que há de mais atual entre as mulheres de atitude. Renascida nos anos 1990, a choker tem ganhado diferentes versões, sendo a mais sexy delas feita com cordão preto – o que dá um ar de fetiche ao look. Já as camisetas aparecem como um tipo de outdoor próprio para passar recados. Vale expor uma causa que voce apoia, um mantra que adora ou até aquela indireta.

 

 

Há também a nova versão do choker que vem sendo desfilada por aí: um híbrido entre skinny scarf e gargantilha que virou truque de styling de nomes como Rosie Huntington-Whiteley, Gigi Hadid, Bella Hadid, Kylie Jenner e tantas outras famosas.

 

 

 

 

Feito de finas fitas de materiais como como veludo, seda e malha, o acessório de ascensão meteórica pode ser usado em produções para o dia (dando um up em combinações básicas, como jeans e camiseta) ou para a noite (especialmente se feitos do mesmo tecido e cor que o look). Quanto tempo a moda vai durar? Difícil dizer. Mas, na dúvida, corra e amarre seu novo choker no pescoço antes que seja tarde.

 

 

Prever as tendências que realmente vão pegar no ano que chega não é tão simples quanto parece. Não basta ver o que dominou as passarelas, pois muitas coisas não despontam e febres de tendências surgem nas ruas, muitas vezes, sem se saber de onde. Ainda assim, especialistas tentaram prever quais as tendências para a moda masculina em 2017.

Conforto é uma das palavras-chave de 2017 para os homens. Espere silhuetas mais largas no geral para homens, independente da estação: calças mais largas; camisetas bem largas, especialmente as sem manga; bermudas largas; e por aí vai.

 

 

As sobreposições continuarão em alta. Aposte principalmente nas sobreposições leves e versáteis. Especialmente agora que, no mundo, o clima está incerto, as sobreposições funcionam bem como meia-estação, dando versatilidade estética e também funcional – você pode montar sobreposições frescas ou mais quentes.

A mistura de estilos é uma aposta para 2017. Os homens estão ficando mais confiantes no universo da moda e, perdendo o medo, estão ousando mais. O ano passado viu uma tendência a misturar estilos, principalmente elementos esportivos com alfaiataria. Há uma grande tendência a continuar essa prática, mas entrando mais a fundo e com ousadia.

O rosa já foi grande em 2016 com o rosa quartzo da pantone eleito uma das cores do ano. A tendência é que ele seja muito maior em 2017, especialmente nas roupas masculinas. Camisas, camisetas, bermudas, até mesmo casacos. A cor deve ficar nos tons pastéis ao invés dos brilhantes. O rosa cai muito bem para o estilo college ou preppy.

 

 

As calças curtas ou cropped também entraram para o universo masculino. Deixando os tornozelos de fora, esse corte de calça pode se adaptar a qualquer estilo, de esportivo a alfaiataria, passando por street style. São calças ótimas para eventos informais, como um churrasco entre amigos.

O amarelo foi outra cor que marcou presença nas passarelas e promete aparecer com força na moda masculina de 2017. Faz bastante sentido também, pois o amarelo é uma ótima cor para combinar com o verde greenery, a cor de 2017.

 

 

Artigo desenvolvido por Uppermag 

 

Oi Madames,

Nessa estação, nosso amor absoluto é pela Camisa Oxford, que vem cheia de babados. Mas também temos um crush por mais itens-desejo que não podem faltar no look de verão: body, panô, jeans oversized…

Body
Fresquinha e colada ao corpo, a peça nos lembra um maiô – superverão!
Na hora de combiná-la a saia, short ou calça, brinque com o mix de cores, estampas e texturas para sofisticar a produção.

Panô
O lenço vai além da canga de praia. Quando for de seda, sai da areia e desfila na cidade. Quer um look inusitado? Amarre-o à cintura e use como saia. Que tal?

 

Camisa Alongada
Apesar de ela ter botões até quase a barra, é muito mais interessante usá-la abotoada só ate a metade. Dessa forma, aberto, o item revela uma segunda peça no look. Qual? Por ser outro hit da vez, a pantacourt soltinha é uma boa pedida.

 

Jeans Oversized
O tecido é o rei da temporada. Quando em modelagem ampla, então, é close certo. As mangas são o ponto-chave da tendência e a proposta é que as mãos fiquem escondidas mesmo.

 

Vestido com Amarração
Ultrafeminino, com nó no colo e babados pela silhueta, é um par cheio de graça para uma jaqueta divertida.

 

 

Vestido Ombro a Ombro
Já que o colo estará de fora, a dica é valorizá-lo ao máximo com brincos poderosos e chockers.

 

Top Cropped
Barriga de fora é lei no verão, – e um jeito simples e chique de montar um look é usando: top cropped + calça de cintura alta e modelagem larguinha.

 

Míni
O vestido míni de mangas compridas é a escolha certeira, especialmente se você estiver a procura de um look sexy e sofisticado. Detalhes como paetês e bordados vão garantir um destaque a mais.

 

Beijinhos
Cah 💋

Oiii Madames, tudo bem?

Enquanto a moda acena com doses de conforto e de renovação, a beleza propõe um pouco de brilho para nossos dias. No meio de tudo isso, também ganha cada vez mais força a ideia de consumir conscientemente. Certo?
Vejam só o que vai ditar os meses que vem por aí.

 

1. Metalizados
Nas unhas, nas pálpebras e até nos lábios. Os acabamentos metalizado, incluindo os glitters, são a pedida. Os tons neutros, como dourado e cobre, são os mais democráticos e adaptáveis ao dia a dia, além de serem o primeiro passo perfeito pra você se acostumar com o efeito, né?!

 

2. Pisada Chapada
Usamos aos montes os saltos flatform em sandálias, mas a febre ainda tem fôlego para continuar – dessa vez, em versões invernais, como sapatos Oxford, tênis e coturnos.

 

3. Curtos e Naturais
Depois do sucesso da top brasileira Ari Westphal nas passarelas, os fios curtos e naturais têm brilhado. Quem curte?

 

4. Oversized
O shape das peças femininas tem sido redescoberto e a ideia de vestir algo solto no corpo conta cada vez mais com as adeptas. Assim, a modelagem oversized reina.

 

5. Consumo Sustentável
O mercado do slow fashion, que incentiva o consumo sustentável, ganha terreno com players de respeito, como as marcas Fernanda Yamamoto, C&A e À la Garçonne. Todas têm adotado o upcycling – prática que consiste em fazer roupas com a reabilitação e o reúso de materiais que seriam descartados.

 

6. Nature
O consumo consciente aparece ainda em outras frentes, como na beleza, como o slow Beauty. Entram em cena cosméticos à base de itens naturais, como mel, açúcar e aloe vera.

 

7. Lovely tees
A tipologia e o mundo pop se encontram nas passarelas e o resultado disso é uma série de frases desenhadas com letras gráficas e cheias de significados divertidos. Eu adoro! 🙋

 

8. Think Pink
O cor de rosa promete ser a tonalidade destaque das maquiagens de pegada fun. Esse não é um estilo que me agrada, mas tem gosto pra tudo e temos que respeitar, né?!

 

9. Athleisure
Tendência desde 2016, o estilo promete não nos abandonar tão cedo. Com ela, as roupas ficarão mais funcionais e arrojadas, com referências diretas do mundo esportivo. Quem é que não gosta de ficar confortável e na moda?! 👌

 

10. Deu Verde
A cor eleita pela Pantone como a oficial do ano é a Greenery, um tom de verde, e tem como inspiração os primeiros dias da primavera.

 

11. Jeans Repaginado
As estampas de grafite e as barras destruídas e assimétricas reforçam o aspecto urbano das peças, enquanto o shape oversized e o mix de lavagens em um mesmo item sublinham seu poder de conforto e versatilidade. Já falamos do jeans aqui e por ser a peça mais democrática que existe, faz sentido que apareça sempre em alta, néam?

 

12. Militância Fashion
Verde-musgo, estampa camuflada, parkas, abotoamento duplos, camisas estruturadas e muito bolsos. Todos os itens compõem o militarismo, que vai continuar nas araras das lojas após aparecer em desfiles de peso, como Versace, Fendi e Stella McCartney.

 

13. Maxibrincos
Quanto mais alegóricos forem, melhor. Invista em pares geométricos que trazem uma proposta de design visual, e prenda os cabelos para dar destaque às peças. A cara do verão, Madame!

 

14. All White
Em tempos de crise, ter clareza de ideias se faz necessário – e isso se reflete diretamente nas passarelas, que foram inundadas pela cor que traduz o mood. Amo me vestir de branco, e vcs?

 

15. Gotic Style
O estilo aparece mais romântico do que pesado. Ainda que o preto e os creepers venham com tudo, as rendas e a meia arrastão, bastante presente nos looks de streetstyle, trazem um pouco de leveza às produções.

 

16. Iluminador
Aplicado nos pontos de luz (na ponta do nariz e acima das bochechas), o iluminador que é figurinha carimbada em backstages de desfiles e campanhas, vira o produto must have do nécessaire.

 

17. Camisaria
Sempre em novas modelagens, com recortes e babados aos montes – a camisa Oxford retorna fortemente e derruba mais uma fronteira entre o feminino e o masculino.

 

Espero que tenham gostado das dicas!

Bjs
Cah 💋

 

 

 

Oi Madames, tudo bem?

É comum no início de um novo ano unirmos nossos desejos às cores, concentrando tudo o que queremos para começar o período renovado e cheio de motivação. Cada cor possui um significado e, assim como a lingerie, os tons da sorte também valem para as joias, já que as pedras preciosas transmitem uma energia muito positiva que pode fazer a diferença em todas as ocasiões.

Saber as peculiaridades de cada modelo pode ajudar na escolha da peça perfeita para compor o look, aliando o design aos desejos e metas para o ano todo. Se você ainda está na dúvida do que escolher, confira os significados que cada gema possui.

 

Diamante: O clássico diamante amplifica a energia de tudo que entra em contato. Quando incolor, ele simboliza a vida, a pureza e a limpeza. Pode ser ornamentado em uma peça dourada que combina com o brilho, além de acrescentar muita sofisticação.

 

Quartzo: O quartzo é uma pedra que transmite amor e felicidade. É indicada para quem pretende atrair boas energias para o setor das amizades, felicidade e amor ao próximo. Possui várias cores. A rosa, por exemplo, age direto no coração e nas questões ligadas ao amor.

 

Topázio Azul: Traz-nos boas energias para melhor relacionamento, seja com amigos, família ou colegas de trabalho. Pelo tom azul, ela traz paz e tranquilidade e combina muito bem para ocasiões mais despojadas, à beira mar. A peça quando finalizada com a prata fica ainda mais delicada para ser usada na ocasião.

 

Pérola: A pérola tem um ar clássico, elegante, e por ter um brilho característico fica muito bem quando usada com detalhes dourados. Ameniza o estresse e afasta as influências negativas.

 

Safira: Estimula as atividades mentais e emocionais. É uma pedra também ligada à comunicação e a maneira como você se relaciona com as pessoas. Além disso, trabalha com os setores de paz, otimismo, generosidade e lealdade.

 

Gostaram das dicas, meninas?

Bjinhos!
Cah 💋

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS (C) MADAME CARLOTA                        Programação: Sara Silva